Embaixador cultural

    738
    0
    COMPARTILHE

    especial01

    ”Eu sou um turista cigano. Não paro em lugar nenhum por mais que três meses. As pessoas me perguntam qual lugar vou escolher para morrer. Eu respondo: onde o avião cair. Isso, se eu não pular antes”

     

    Divertido, irreverente, poético, saguaz, espontâneo e estritamente profissional. Juarez Machado, nosso grande nome das artes – graças ao bom Deus – ainda vivo, recebeu a Premier na Cidadela Cultural, demostrando que mesmo após duas décadas sem expor em Joinville, continua intimidamente ligado com a cidade

     

    Por Haroldo Marinho Fotos Pablo Teixeira

     

    especial02

     

    Em meio ao burburinho do público, incusive de turistas com a sua presença, no meio da tarde, em um dia de semana com o Festival de Dança rolando, Juarez Machado, abriu o verbo e nos contou a felicidade de expor novamente na cidade que carrega a tiracolo mundo afora. Foram mais de 20 anos da ausência de uma exposição do artista. Mas não de sua presença. Afinal, Joinville bate forte em seu coração. Seja pela mãe, família, amigos dos tempos de colégio, quartel ou por sua amada, Melina Mosimann, cuja ligação com as artes, o faz lembrar dos tempos em que trabalhou com a galeria comandada pelos pais de Melina, Ayrton e Marina Mosimann, Juarez não perdeu Joinville de vista. No desenrolar da conversa relembra ainda de alguns amigos de sua turma, como Lindolfo Bell, Vera Fischer, Moacir Benvenutti, Zury Machado, entre outros, que fazem parte de sua história desde que saiu de Joinville no início dos anos 60. Aqui, no Rio de Janeiro ou em sua residência em Paris, ele sempre está de portas abertas para quem o procura. Seu atelier virou uma parada obrigatória para os amigos e até mesmo desconhecidos. Recentemente tomou um susto após um exame de rotina. Felizmente foi apenas um susto. Aos 70 anos, o pintor, escultor, desenhista, caricaturista, mímico, designer, cenógrafo, escritor, fotógrafo e ator, diz – “estar vivo e sem dor é estar no lucro”.

     

    especial03

    O artista
    Firme, alegre e forte nos dá uma lição de vitalidade. E, é isso que percebemos em “Soixante Dix”, exposição alusiva aos seus 70 anos, que desembarcou em Joinville após passar por Paris e Florianópolis. Todas as obras expostas (esculturas, painéis e telas) são de 2011 e retratam fases importantes em sua vida artística. Tanto que não pretende vender nada da exposição. Inclusive algumas das roupas expostas que usou em ocasiões especiais. As peças, assim como obras, fazem parte do acervo do Instituto Juarez Machado. “Elas são o meu legado”, brinca. Além das obras, o que chama a atenção do público na exposição é a montagem de um atelier cenográfico, cujo objetivo é passar aos visitantes como o artista trabalha.

     

    Entre trabalho, idas e vindas, Juarez ainda encontra tempo para fazer um programa cultural como o que fez recentemente com a netinha de 10 anos por museus em Paris. Orgulhoso, conta que ela adorou. Sobre a Copa do Mundo no Brasil, pensou em fazer um trabalho, que já havia iniciado em 98 na Copa da França. Um trabalho erótico retratando homens e mulheres em situações de jogo. Como percebeu que iria se incomodar com puristas do futebol, desistiu da ideia. Em setembro parte para Paris, onde abre uma exposição em outubro com 16 quadros tendo como mote seu tema predileto – as bicicletas.

    especial04 

    Aliás, as bicicletas estão tão ligadas ao artista, que aos 60 anos, deu seu carro para um amigo e passou a andar de bike por Paris. Elas também em seu primeiro quadro premiado “Operários do Itaum”. Após a exposição em Paris, continua com o processo de preparação para a inauguração em 2014, do Instituto Juarez Machado, em Joinville. A data escolhida não poderia ser melhor, março, aniversário de sua cidade. Vida longa Juarez.

    especial05

    Serviço

    O quê: exposição “Soixante Dix” de Juarez Machado.
    Quando: até 8 de setembro – terça a sexta, das 9h às 17h. Aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h.
    Quanto: entrada gratuita.
    Local: Cidadela Cultural Anexos 1 e 2.

    как повысить лояльность клиентовстратегия продвижения в интернеталександр лобановский дети crm системразработка и оптимизация сайтапродвижение сайтов за рубежомраскрутка сайта в твиттересамый мощный ноутбукв квартире

    COMPARTILHE
    Artigo anteriorLuxo em todo terreno
    Próximo artigoFritz & Frida

    Sem comentários

    DEIXE UMA RESPOSTA

    *