No Limite

    770
    0
    COMPARTILHE

    Joinville está na onda do crossfit, atividade certificada internacionalmente que trabalha com todas as partes do corpo e vem revolucionando o esporte nas academias do mundo inteiro

     

    fit02

    Por Marcela Mayrinck  Fotos Pablo Teixeira

     

    Suor intenso, respiração acelerada, batimentos cardíacos cada vez mais rápidos e fortes. Essas são algumas das sensações provocadas em quem pratica o crossfit, grande tendência no universo da malhação. A ideia do esporte criado nos anos 90 pelo norte-americano Greg Glassman e hoje realizado em mais 5.500 academias pelo planeta é levar o indivíduo a ultrapassar seus limites através de atividades diversificadas que envolvem treinos diferentes a cada aula. O coach joinvilense Rafael Nunes Kilipper explica que sempre cria suas aulas semanalmente, sendo uma para cada dia da semana.

    O crossfit tem as mesmas regras em todos os lugares onde existe, a começar pela sala, que se chama box e é equipada com barras, pesos, alteres, argolas e demais acessórios utilizados durante a sessão. E o aluno não deve ir esperando aquele visual alegre de academia, pois ali as paredes são escuras e sem espelhos, com poucas janelas e raros ventiladores. Afinal, o objetivo é um ambiente mais rústico e sem muitas “regalias”.

    A exigência é maior ainda para que profissionais de educação física sejam considerados aptos a ensinar a modalidade. Atuando em Joinville, os coaches Rafael, Victor Hugo Araújo e Charles Effeting passaram por uma rigorosa seleção que é realizada de forma padrão em diferentes localidades do mundo. Portanto, o curso e provas do crossfit são aplicados  exatamente da mesma maneira em cidades brasileiras, norte-americanas, européias e por aí vai. Os treinamentos a que os candidatos são submetidos se assemelham aos dados nas aulas, cuja inspiração veio do exército. Os profissionais deixam claro o desafio que é participar deste processo: “Para mim as maiores dificuldades foram estar em outro país, onde todos falam língua diferente, e o alto índice de reprovação para conseguir este certificado”, conta Rafael, que passou na primeira tentativa. “Os custos investidos geram uma pressão a mais, além do contexto geral citado pelo Rafael”, completa Victor, também aprovado recentemente no único teste que fez.

     

     

    fit01
    Saul Vinotti

     

    fit03
    Over head squat e snatch balance são duas atividades frequentes no crossfit

     

    fit04

    Neuza Bastos pratica há 10 meses e já sente as melhorias no dia a dia

     

    Fôlego a toda prova
    A relação tempo e intensidade é uma constante no dia a dia dos adeptos ao crossfit, pois seu propósito final é fazer com que a pessoa execute determinado exercício com mais repetições em um intervalo de tempo cada vez menor, aprimorando habilidades como equilíbrio, agilidade, resistência, potência e força. Rafael define os três pilares do crossfit, que são a parte metabólica, realizada através de exercícios aeróbicos e anaeróbicos; a ginástica usando o próprio peso do corpo e o LPO (levantamento de peso olímpico). Resumindo, o crossfit se baseia em praticar movimentos variados e funcionais com alta intensidade. Outra vantagem é a considerável queima de calorias, em apenas uma aula é possível gastar até 800.  

    Sem restrições, este esporte atrai crianças, adultos, idosos e até gestantes. “A diferença é a complexidade do treino destinado a cada aluno”, explica Victor, ressaltando que tudo varia de acordo com as condições físicas do praticante. Saul Vinotti, de 51 anos, foi atleta durante muito tempo, mas ficou parado por não encontrar algo que preenchesse seus requisitos: condicionamento físico e dinâmica em uma aula só. Foi no crossfit que ele se reencontrou. Praticando há três meses, se sente feliz por voltar à vida esportiva. “Não é aquela rotina de fazer sempre a mesma coisa. Tem corrida, corda e além disso trabalha todo o corpo”, diz, orgulhoso por conseguir fazer a aula e melhorar a qualidade de vida. Exemplo semelhante é o de Neuza Bastos, que aos 57 anos já pode ser considerada veterana na modalidade em Joinville, pois há 10 meses não perde um dia. “Ver o rendimento do grupo é algo animador, sem falar dos resultados individuais”, afirma Neuza, que tem se sentido mais disposta e eliminou antigas dores na lombar. n

     

    CrossFit Games
    Devido ao sucesso, a marca CrossFit promove uma competição anual, da qual qualquer pessoa pode participar, desde que orientada por um coach certificado. A primeira parte seleciona candidatos por país, que em seguida irão disputar as regionais e, finalmente, os que passarem dessa fase vão para o “Games” propriamente dito, que é a final que define o melhor do mundo. O mais interessante? O CrossFit Games acontece na ruas ao ar livre. 

    kontur-yamal.ruразъемная форма для куличацели внедрения crmcrmразместить рекламу в москвепродвижение бренда на рынкепротезирование ценыинтернет магазин метрокупить детские джинсы на мальчика

    Sem comentários

    DEIXE UMA RESPOSTA

    *