A TODO GÁS

A TODO GÁS

Com um novo foco no ramo de gerenciamento de profissionais para produção de moda, Dangelo Peixer inaugura em Joinville a Gas Models Management.

935
0
COMPARTILHE

Alguém inquieto, cuja mente fervilha de ideias para empreender. Esse é o empresário joinvilense Dangelo Peixer, que após 16 anos à frente da agência de modelos DF Models, acaba de partir para uma nova empreitada: a Gas Models Management.

Com foco no agenciamento de modelos e gerenciamento de carreiras, a nova agência é a grande aposta de Dangelo para renovar o mercado de profissionais para produção de moda em Santa Catarina. “A ideia é focar no desenvolvimento de carreiras para atender clientes da área de moda em nível nacional e internacional. Inclusive já temos em torno de 150 modelos no Brasil e outros 50 atuando fora do país”, atesta.

O empresário assegura que a agência chega a Joinville com força total, tendo como apoio a equipe com que ele já trabalhava na DF. “A Gas não começou do zero. Posso afirmar que, por todo o meu repertório, estrutura e equipe, ela já entra no mercado como a maior agência do Sul do país. Eu https://www.acheterviagrafr24.com/achat-viagra-en-ligne-suisse/ e quem me acompanha viemos para injetar mais gás no mercado. Daí surgiu o nome da agência e é por isso que estamos aqui, para mudar e fazer mais”.

siteGas1

Conhecimento de causa

O know-how já vem de tempos, já que além de ter gerenciado a área comercial da DF Models por quase duas décadas, Dangelo também atuou como modelo durante a juventude. “Fui modelo no começo da carreira, entre 1995 a 2000, então desde sempre conheço o negócio. Trabalhei em São Paulo e acabei conhecendo o mercado lá. Além disso, fui um dos primeiros modelos a sair de Santa Catarina e atuando com gerenciamento de carreira em Joinville há quase 17 anos, estou mais do que familiarizado com o mercado”, garante.

Dangelo afirma que irá trabalhar o novo negócio de maneira mais seletiva, levando para a Gas Models somente alguns profissionais selecionados por ele e a partir da realização de testes com projetos de modelos, em sua maioria rostos desconhecidos e talentosos, que em alguns casos chegam até a agência via redes sociais. “Fazemos alguns testes com os chamados “fresh faces”, que é o pessoal que envia fotos pelo Facebook ou Instagram da agência. Funciona super bem. Não podemos selecionar todo mundo, é claro, mas temos um pessoal que chegou aqui dessa forma e que escolhemos para treinamento”.

Segundo o empresário, a motivação para mudar foi a vontade de fazer algo diferente. “Eu comecei a sentir que era o momento de dar uma virada, de começar algo novo. Era um sentimento que eu cultivava havia alguns anos. Eu gosto de trabalhar com modelos jovens, mas o meu trabalho é todo baseado no feeling do potencial do modelo. Eu aposto naquela pessoa e me disponho a trabalhar junto com ela para desenvolver esse potencial desde cedo”, diz.

Embora tenha deixado o cargo de sócio da DF Models, Dangelo garante que a parceria com Sérgio Ferreti, diretor da agência, continua. “Eu fui sócio do Ferreti durante 13 anos e meio. Nos associamos para buscar novos mercados e crescer juntos, algo que aconteceu. Crescemos e daí chegou aquele momento de buscar novas oportunidades, mas o bom relacionamento sempre vai existir. Inclusive, para a colaboração em trabalhos e consultoria em cursos e formação de modelos, que é hoje o maior foco da DF”, declara.

siteGas2

Projeto digital

Para o ano que vem, o objetivo de Dangelo é desenvolver, em paralelo com o gerenciamento da Gas, uma ferramenta que vai intermediar os encontros de negócios no segmento fashion business. “Vai ser uma plataforma online chamada ‘Bring It’, que vai possibilitar aos novos e futuros modelos autogerenciarem suas carreiras e se comunicarem com os profissionais da área de produção de moda, tendo para isso todo o nosso suporte”.

O empresário afirma que a ideia vem em resposta a uma tendência mundial. “As grandes agências muito em breve só irão trabalhar com modelos de alto nível, mas e o que vai acontecer com os profissionais para pequenos trabalhos, que correspondem a 95% do mercado? A resposta são os trabalhos obtidos via meios digitais”, avalia.

A ferramenta será desenvolvida em parceria com o curso de TI do Senai Joinville. “A instituição gostou bastante da ideia e foi acordado que o projeto ficará a cargo da turma de 2017, que será responsável pelo desenvolvimento do aplicativo”, promete Dangelo.

смотреть сегодняшние новости харькователефонывнедрение сэд отдела кадров в университетеалександр лобановскиймагазины в кривом рогенаполнение сайта товаромworld country listлобановский александрдетский жилет из искусственного меха купить

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

*