Calor à flor da pele

Calor à flor da pele

As recomendações da Dra. Milena Zanella, dermatologista da Clínica Azulay e Zanella, para ter cabelos e pele protegidos no verão.

457
0
COMPARTILHE

A palavra-chave número um do verão é proteção solar, mas além dela, para garantir que a pele e os cabelos não sofram com a exposição ao sol e a água do mar e da piscina, cuidados com a alimentação e hidratação corporal são essenciais.

Outra boa opção para se proteger dos dias de calor é contar com algumas medidas e produtos especiais, recomendados especialmente pela dermatologista da Clínica Azulay e Zanella, Dra. Milena Zanella.  Confira as dicas e se prepare bem para a estação mais quente do ano!

Cuidado número 1

Para evitar danos à pele, o maior cuidado sempre é com a proteção solar. “Isso engloba o uso de filtro solar e outras medidas como: não se expor ao sol das 10h às 16h, usar chapéu, boné ou viseira, óculos de sol e, se necessário, de fotoprotetores orais, prescritos pelo dermatologista”, recomenda Dra. Milena.

Segundo a médica, o sol sem proteção pode causar queimaduras na pele – algo que pode ser tratado por um dermatologista com medicação adequada, contudo, é importante lembrar que os danos causados pelo sol na pele são cumulativos. “Isso significa que o sol que você toma hoje sem se cuidar vai trazer alterações na pele com o passar dos anos. Podem surgir mais tarde manchas, rugas, flacidez e lesões pré-cancerígenas como ceratoses actinicas ou cânceres de pele como melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular”, alerta.

Escolha do filtro solar

Milena explica que o fator ideal de proteção depende do tipo de pele, mais precisamente do fototipo. “Portanto, só o dermatologista pode indicar o ideal para cada pessoa. De qualquer forma, não recomendamos o uso de FPS abaixo de 15 nem bronzeadores ou aceleradores de cor”, declara. A médica ainda ressalta ser importante aplicar a quantidade correta de filtro solar e reaplicar a cada duas horas, sempre que entrar na água ou suar.

Suncream

Hidratação

Outro produto muito importante para ser utilizado durante o verão é o hidratante. “Tanto facial como corporal, que podem ser de composição mais leve do que aqueles usados em épocas mais frias. Como a temperatura fica mais quente, muitas pessoas deixam de usar o hidratante, mas ele é muito importante nesta estação para ajudar a pele a se recuperar dos efeitos do sol, mar e piscina”, avalia Milena.

Proteção fio a fio

Mesmo quem cuida dos cabelos o ano todo acaba sofrendo com o calor. “Os cabelos no verão costumam ficar mais rebeldes e ressecados pela ação do sol, sal, cloro e vento, além das lavagens mais frequentes, que abrem as cutículas e deixam os fios mais porosos”. A dica para esse problema é utilizar produtos especiais. “Existem produtos leave-in com filtro solar – em creme para cabelos mais grossos e em spray para cabelos mais finos, que criam um filme protetor ao redor dos fios e tem boa indicação, principalmente para cabelos com química. Devem ser espalhados por todo o cabelo para uma boa proteção”, esclarece Milena.

A dermatologista ainda recomenda fazer hidratação com mais freqüência no verão. “Especialmente com máscaras especificas para o calor, seja em casa ou no salão”. Outras dicas importantes: “Não prender os cabelos molhados e trocar o secador para o modo frio e se possível ionizado”.

Se não for possível evitar o estrago, o jeito é caprichar na hidratação e no uso de óleos. “Eles ajudam a recuperar o brilho e maciez dos fios, além de diminuir o frizz. Quando isso já não é possível, basta recorrer à tesoura e esperar os cabelos novos crescerem!”, afirma a dermatologista, que ainda recomenda dois tipos de óleo para resultados mais efetivos: à base de Argan e Murumuru.

Dentro d’água

Quem frequenta muito as piscinas também deve estar atento. “Sempre lembrar de tomar uma ducha ao sair da piscina e aplicar hidratante corporal logo depois. Além disso, ao sair da piscina ou mesmo do mar, é importante enxaguar os fios e aplicar novamente o leave-in”.

O que NUNCA fazer durante o verão

Nesse sentido, a dermatologista é taxativa: “Nunca se expor ao sol sem filtro solar e nos horários inadequados”.

Cuidado também com os dias nublados: “É preciso usar filtro solar mesmo quando não há sol. Muitas pessoas que cuidam bem da pele acabam deixando de aplicar o filtro solar nesses dias e depois aparecem no consultório com queimaduras”.

Para não danificar os fios: “Não deixar os cabelos com cloro nem sal. Sempre enxaguar com água doce”.

Alimentação

De acordo com Milena, a alimentação influencia bastante nos cuidados com a pele e os cabelos. “Na pele as alterações são notadas mais rapidamente, já os cabelos sofrem a longo prazo, já que crescem lentamente, geralmente um centímetro por mês”.

Milena pondera que a dieta deve ser, antes de qualquer coisa, equilibrada. “Deve conter ferro, magnésio, zinco, selênio, proteínas, vitaminas C e E e ácidos graxos poliinsaturados. Além disso, evitar açúcar, carboidratos simples e gorduras faz parte desse cuidado, porque esses alimentos aumentam o numero de radicais livres no organismo, destroem colágeno, e aumentam a oleosidade da pele respectivamente”, sentencia.

Outro cuidado que é de conhecimento comum, mas que Milena faz questão de ressaltar para a hidratação da pele e dos cabelos é o consumo de líquidos. “É essencial tomar pelo menos dois litros de água por dia, em forma de sucos ou chá”.

Nutrientes mais propícios para o verão

Ferro: A deficiência desse mineral pode causar queda de cabelo. Encontrado em alimentos como: carnes vermelhas, miúdos, brócolis, espinafre, lentilha, feijão.

Zinco: Estimula a multiplicação das células, favorecendo no crescimento e fortalecimento dos cabelos. Além de reduzir a oleosidade, é essencial para formação de proteínas que constitui os fios, assim como a queratina. Ele pode ser encontrado na carambola, melão, abacaxi, nozes e frutos do mar. Principais fontes: carnes, fígado, gema de ovo, grãos integrais, crustáceos, farelos de trigo, nozes.

Proteínas: Estimulam o crescimento e o fortalecimento dos cabelos. Principais fontes: carnes vermelhas, frango, peixe, ovos, queijo e derivados, grãos.

Vitamina C: Antioxidante que contribui para o bom funcionamento das células do fio. Principais fontes: morango, laranja, limão, acerola, tomate e folhas verdes.

Vitamina E: Previne o aparecimento dos radicais livres e auxilia na formação de um novo cabelo. Fontes: óleos vegetais, nozes, amendoim, peixes, verduras e gema de ovo.

Ácidos graxos poliinsaturados: Os mais conhecidos são o Ômega 3 e o Ômega 6. Hidratam e dão força e brilho aos fios. Suas principais fontes são: linhaça, salmão, atum, sardinha, azeite, nozes, castanhas e óleos de soja, canola e milho.


михаил безлепкин харьковлобановский политикворонеж автосканеры

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

*