Calvície: um assunto que não sai da cabeça

Calvície: um assunto que não sai da cabeça

1196
0
COMPARTILHE

publi-dr-vinicius

 

da Redação  Foto Pablo Teixeira

 

A queda de cabelo acomete homens e mulheres em todas as idades e compromete significativamente o comportamento psicológico e social. A calvície não é um processo agudo de queda repentina dos cabelos, ou seja, não se fica “calvo” de um dia para o outro. Ocorre gradualmente a miniaturização dos fios, na qual, há transformação de fios grossos em fios finos e cada vez mais curtos (chamados de velus ou penugem).
A causa mais comum, em aproximadamente 95% dos casos, é a alopecia androgenética (AAG), na qual o papel da dihidrotestosterona (DHT) é fundamental.  A DHT é cinco vezes mais potente que a testosterona, e é ela quem age no folículo capilar levando à miniaturização do fio de cabelo. Inicia-se na região das têmporas -”entradas”-, e evolui acometendo toda superfície do couro cabeludo até a coroa (vertex). Apresenta transmissão genética, ou seja, basta somente a presença de um gene, vindo de um dos pais, para o filho manifestar a patologia. Se o pai ou a mãe tem calvície, o filho tem 50% de chance adquiri-la.
Analisando a embriogênese (formação) dos cabelos percebe-se que a área que será afetada pela calvície (região frontal, topo e vertex) tem origem em uma determinada região do embrião chamada de crista neural, e que a área que será imune à calvície (laterais da cabeça e nuca) tem origem em outra região do embrião chamada de mesoderma. A diferença na origem influencia diretamente a resposta dos folículos capilares à DHT, por isso que não perdemos cabelo na região occipital (“nuca”).
Existem muitos mitos relacionado à queda de cabelo, como por exemplo, o uso frequente de bonés, folículos entupidos, lavar muito a cabeça, tomar banho a noite, etc… nada disso é verdade. Essas medidas podem simplesmente antecipar discretamente a queda, porém o resultado final será o mesmo.
A boa notícia é que hoje em dia temos como tratar clínica e cirurgicamente a calvície com ótimos resultados. Novos medicamentos, terapias e avanços nas técnicas cirúrgicas de implantes capilares estão disponíveis nos dias atuais. A Clínica Idealle, através do Dr. Vinícius Spiandorello e da dermatologista Dra. Ingrid Koth Ribas, é especializada no tratamento da queda de cabelo masculina e feminina.
Atualmente as terapias combinadas apresentam o melhor resultado para tratamento de calvície. Existem medicamentos para uso oral e tópico que agem na redução e retardo da queda de cabelo. Além dos remédios, novas terapias com microagulhamento e laserterapia apresentam resultados excelentes para melhora das áreas calvas em pacientes. O FDA (Food and Drugs Administration) recentemente aprovou o uso do laser de baixa potência, que através do estímulo de luz estimula a produção celular do folículo e aumento da espessura do cabelo.
O tratamento cirúrgico avançou muito nos últimos anos. Todo paciente interessado em realizar transplante capilar tem uma preocupação com a naturalidade do resultado, evitando os “cabelos de boneca”. Com os avanços técnicos da cirurgia, como os implantes individuais das unidades foliculares e os instrumentos cirúrgicos que proporcionam incisões menores para colocação do implante, os resultados finais são cada vez mais naturais e harmônicos.
A cirurgia é realizada com a retirada das unidades foliculares da região occipital, seja por incisão de uma faixa de cabelo (técnica FUT) ou por retirada individual (técnica FUE), pois não sofrem ação da DHT. As UFs são separadas uma a uma e implantadas individualmente, fato que proporciona um resultado natural para o cabelo. O retorno das atividades é possível em dois ou três dias. Os resultados começam a aparecer após três a quatro meses.

 

Dr. Vinícius Spiandorello
Cirurgião Plástico – CRM/SC – 19275 – RQE: 10954
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Clínica Idealle | Rua Plácido Gomes, 572 | (47) 3804 9461
www.vsplastica.com.brкраска для бровей отзывыasus g501vw Адвентум какой планшетраскрутка и оптимизация сайтареклама медицинаyeellaрадио управляемыеигры 7 лет

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

*