Fritz & frida

Fritz & frida

736
0
COMPARTILHE

Jean Vendrami

comtemporânea02
Possivelmente fui um dos primeiros clientes do Biergarten, do Jean Vendrami. No dia da inauguração, antes mesmo de abrir, com faro de repórter, parei na frente do restaurante para pedir informações e ganhei um chope. Pouco tempo depois, junto com a família, fui recepcionado com umas champanhotas, presente do Jean, um craque em montar restaurantes de sucesso. Revolucionou o segmento em Joinville, seja na Via Gastronômica, seja nos shoppings, com o Samba e o Xangai. Um empreendedor nato, que conseguiu crescer e se consolidar num setor onde muitos não conseguem sequer decolar.

 

Ano Novo, problema velho
Uma tristeza a infraestrutura do litoral catarinense nesta virada de ano, pelo que todos vimos na mídia. Em São Francisco do Sul, a situação é vergonhosa. Falta água, falta energia, os celulares não funcionam, a internet não funciona, as ruas são esburacadas e as avenidas engarrafadas. Na Enseada, um grande tubo a beira-mar jorra esgoto praticamente na cara dos turistas. Lamentável.

 

Duplicação da BR-280
Nossa ilha histórica recebeu milhares de pessoas no fim de ano, mesmo com uma estrada quase sempre superlotada, que produz engarrafamentos de três a quatro horas, para um trecho de cerca de 60 quilômetros. Imagine como ficarão as praias, principalmente a Enseada, após a duplicação da 280, quando as pessoas poderão passar o dia e retornar à noite.

 

Café e adega
Enquanto a infraestrutura pública permanece exatamente a mesma, para um número cada vez maior de usuários, a iniciativa privada vai lentamente criando melhores condições de conforto e lazer. Hotéis, pousadas e bares modernizam-se e oferecem mais qualidade ao visitante. Em São Chico, um novo boteco e café na saída do Museu do Mar e uma belíssima Adega, próxima à Catedral, são boas novidades neste verão.

 

Ranking
(Dezembro e janeiro – assuntos que bombaram)
• O Bayer de Munique, arrasador no Mundial de Clubes.
• O Atlético de Minas, uma decepção no Marrocos.
• A força do empresariado, na luta pela redução dos impostos.
• O calor, infernal.
• O baixo movimento no comércio.

 

Coluna vertebral
Está pronto o Ragazzo, fast food de comida italiana, na Beira Rio, em área supernobre, que poderia fazer parte do Complexo do Centreventos, com estacionamento e área de lazer.
Com o fechamento do Porcão, o que deve acontecer com aquela belíssima área do shopping Garten? A torcida é para que um bom restaurante se instale no local. Outra boa opção, para o norte da cidade, é um novo supermercado.
Os fins de tarde nos pubs da Alameda Visconde estão sensacionais. O local tá um agito, com a juventude invadindo os bares e tomando conta da calçada.
A desistência da Yudo, que não virá mais para Joinville, comprova mais uma vez a força e estupidez da nossa burocracia, que tudo trava e tudo dificulta. Prefeitura acredita que momento econômico é principal motivo da arremetida dos coreanos.

 

Perguntas e respostas

comtemporânea01

Ana Luiza Moeller Wetzel é presidente do Joinville e Região Convention e Visitors Bureau. Formada e pós-graduada em Direito, chegou a advogar, mas, dinâmica e comunicativa, não se identificou com a profissão. Começou a trabalhar no hotel da família, o tradicional Tannenhof. “Com uma excelente equipe e diretoria, o Convention tem conseguido incrementar o turismo de eventos e negócios em Joinville, ultrapassando a meta dos eventos captados”. Conheça os planos para 2014.

 

Quais as principais propostas do Convention Bureau para 2014?
Nosso objetivo é intensificar as captações de eventos em parceria com a Expoville, retomar a discussão sobre os procedimentos e liberações para realização de eventos e dar continuidade ao Projeto “Viva Turismo em Joinville” que tem o propósito de promover e qualificar o turismo de eventos, negócios e lazer.
O turismo de eventos tem evoluído em Joinville?
Sim, sem dúvida. A cidade também está mais preparada, o que faz com que estejamos na rota das cidades procuradas para a realização de grandes eventos.

 

Quais são as maiores carências, os maiores desafios do setor?
Uma das principais carências atualmente recai sobre a burocracia para realização de eventos, o que atrapalha o trabalho que o Convention realiza, trabalho este que dinamiza e fomenta a economia de nossa cidade. Há ainda carências em outros setores, como o de infraestrutura, mas que de certa forma já vem sendo dado encaminhamento, como é o caso das obras de melhoria do aeroporto e de atrativos turísticos, como os museus.

 

Quais as novidades do hotel Tannenhof para este ano?
Estamos em constantes reformas para modernizar o hotel, sem perder o estilo germânico, o excelente atendimento e a tradição tão conhecida e elogiada por nossos clientes, bem como nosso cardápio executivo no almoço a la carte e as atrações gastronômicas de inverno.

 

Qual a avaliação de 2013 ou dos últimos anos para o hotel?
A cidade teve um crescimento muito bom ao longo dos últimos anos, o que faz com que nosso movimento com hospedagens e eventos acompanhe esta demanda. No ano passado, superamos as metas e a tendência é continuarmos neste ritmo.трубаутеплитель для стен снаружи цена пеноплексcrm в банкеалександр лобановскийторговый знак и торговая маркабесплатное поисковое продвижение сайтаmfx brokerДетектор лжи цена купитьslots

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

*