Fritz & frida

Fritz & frida

640
0
COMPARTILHE

Albano Schmidt

cont02
Além de presidir a Termotécnica e o Sindicato Plástico do Estado, Albano Schmidt ainda assumiu a complexa tarefa de comandar a Expogestão em 2014. Ele foi presidente da ACIJ em 1997, com apenas 33 anos. Com formação acadêmica e experiência administrativa internacional, também, precocemente, foi Secretário de Estado Adjunto de Desenvolvimento. Com entusiasmo e determinação, Albano vem desde o início dos anos 90 trabalhando de forma silenciosa, mas célere, em questões de sustentabilidade. Por mais de 10 anos, presidiu a Câmara de Energia da Fiesc; e há pelo menos 15, desenvolve um projeto inovador e único de reciclagem do EPS – popularmente conhecido como isopor.

 

Por Júlio Franco Fotos Divulgação

 

Feira do Príncipe
Bacana a iniciativa do município e realizar a Feira do Príncipe, no dia 9 de março, no centro da cidade, justamente nas ruas do Príncipe e das Palmeiras, a exemplo da feirinha do Largo da Ordem de Curitiba. A coluna vem defendendo a ampliação dos eventos públicos na cidade. O recente sucesso do “Chefs na Rua”, numa travessa da Max Colin, com mais de mil pessoas num sábado de 40 graus, prova que o povo gosta e a cidade carecem deste tipo de evento.

 

Copa do Mundo
Claro que Florianópolis tem mais estrutura do que Cuiabá e Santa Catarina tem mais tradição no futebol do que Mato Grasso ou Rio Grande do Norte, mas politicamente seria difícil manter os três estados do sul como sedes da Copa do Mundo. Mesmo assim, para corrigir a injustiça com a nossa capital, era preciso o estado repassar quase R$ 4 milhões ao Costão do Santinho para organizar o evento? Enquanto isso, algumas escolas estaduais seguem interditadas.

 

Trilha sonora
A turma prestou tanta atenção nas curvas da Dira Paes, no seriado da Globo, que acabou deixando de lado a belíssima trilha sonora, da banda londrina The XX. Também arrasa a sonzeira do Rolling Stones, em “A Teia”. No cinema, aplausos para o fundo musical de “Trapaça”, com clássicos do rock dos anos 70, e ainda a trilha do épico “O Lobo de Wall Street”.

 

Ranking
(Fevereiro – destaques pro bem e pro mal)
A reforma administrativa da prefeitura
O fim do horário de verão
O fechamento do tradicionalíssimo Soop
A ausência do Carnaval
O atraso do estado na volta às aulas

 

Coluna vertebral
Aprovadíssimo mais uma vez o Festival Gastronômico. Conheci dois novos restaurantes, que indico com tranquilidade: Veneza, na rua Saí, e o Villa Pescara, no Parque Oppa, na Max Colin.
Cada vez mais diversificada, a Via Gastronômica agora tem Casa de Açaí, sucos especiais e o retorno do FamíliaFattori, sob nova direção.
Tenho ouvido elogios rasgados aos combinados do Sushi Haru e para a Hackepetter do Volksbier, ambos na Anita Garibaldi.

 

Perguntas e repostas

cont01
Renata Seliprim veio do Rio Grande do Sul para constituir família e lutar pela proteção dos animais. Nasceu em Santa Maria e fez Jornalismo na Unicruz (Cruz Alta). Foi a primeira repórter da RBS TV em Concórdia. Um ano depois foi chamada para apresentar o Jornal do Almoço em Chapecó onde ficou até 2008, quando foi convidada para apresentar o jornal em Joinville. Tem um filho de um ano e meio chamado Téo e três cachorrinhos.
Você está há alguns anos na cidade e tem uma visão crítica, como jornalista. Como você vê Joinville?
Enxergo Joinville como uma cidade cheia de oportunidades. Sempre ouvi falar bem daqui, do povo trabalhador e das riquezas que oferece. É uma cidade bem localizada, perto das capitais Floripa e Curitiba, cheia de encantos e de um povo que me recebeu de braços abertos. Mas com algumas coisinhas para melhorar, como em qualquer lugar do mundo.

 

A TV e a Internet devem interagir ainda mais? Quais suas expectativas?
Essa é uma realidade e não há como ser mudada. A interação da TV e da internet está cada dia mais presente na casa das famílias e vai estar cada vez mais. A TV tem um papel importante para não “morrer”. Ela precisa mostrar o além, ampliar os assuntos, abrir espaço para o debate de temas. Tem muita gente assistindo TV com o celular na mão, e prender a atenção desse telespectador tem que ir além do factual, é preciso fazer mais, mostrar algo que o telespectador/internauta não tenha visto na internet de maneira instantânea.

 

Nas redes sociais você demonstra preocupação com os animais, especialmente os cães. Qual o maior problema?
O abandono. Acho que o poder público avançou bastante nesses últimos tempos, mas é preciso fazer mais. Apenas a castração vai evitar a super população de animais, em Joinville. Infelizmente, só a conscientização não está dando conta dessa triste realidade.

 

Que iniciativas as pessoas podem tomar para ajudar os animais e as instituições que cuidam deles?
Ser responsável com o seu animal. Ter um bicho é ter também muito trabalho. Bicho dá amor, um amor incondicional que muitos humanos não dão, mas eles também dão despesa. Banho, vacinas… Você não pode ter um bichinho por impulso. E não acho que animais tenham que ser comprados. No Abrigo Animal, por exemplo, há mais de mil cães a espera de adoção.продвижение сайта санкт-петербургсамый мощный планшет в мире биол лучший блендерсеминары по seoстатистика ключевых слов в гуглеyandex оптимизация сайталечение в германии урологияреглан для девочки с описанием

COMPARTILHE
Artigo anteriorA arte de ser único
Próximo artigoConcept Baby

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

*