Talentos Harmonizados

Talentos Harmonizados

919
0
COMPARTILHE

Inspirados nos quadros de Adri Volpi, os collants das dançarinas de ginástica rítmica de Joinville colorem os palcos por onde elas pisam com suas belas coreografias

 

Por Marcela Mayrinck  Fotos Pablo Teixeira

 

arte02

A ideia surgiu da técnica Patrícia Dalchau, que treina a categoria infantil (de 11 e 12 anos) e sempre busca um tema para as apresentações anuais. “Este ano pensei em fazer fantasias de bonequinhas, até que me lembrei dos quadros da Adri”, conta Patrícia, que logo associou a coleção “Counting Stars” da artista plástica à principal característica da ginástica rítmica, que é contar histórias. Assim, Adriana Volpi, mais conhecida como “Adri”, foi convidada para produzir os collants e, posteriormente, Patrícia elaborou a coreografia. “As imaginei contando estrelas e uni a graciosidade das bailarinas à leveza da artista, casando bem as ideias”, explica.

arte01

Adri Volpi, que pintou a mão um por um dos collants, se sentiu lisonjeada ao receber o convite. Para ela, foi um desafio. “Fazer um trabalho em conjunto, vendo que confiaram totalmente na minha arte, foi uma grande emoção”, diz Adri, que é formada em Artes Plásticas, já atuou com restauração de altares históricos e é também fotógrafa. A beleza dos collants é resultado de muito amor, fé e alegria de viver, de acordo com a artista, que gosta de mesclar várias técnicas em seu trabalho, o que proporciona uma diversidade de coleções. “Sempre gostei de experimentar diferentes plataformas para a arte, e dar vida às minhas personagens era um sonho antigo”, comemora Adri, completando que este tipo de projeto é sempre uma motivação para a sua carreira.

arte04

Dança que conta história
O fato de trabalhar em conjunto, mencionado por Adri, se aplica também ao que Patrícia faz para criar um número de dança. Ao explicar a necessidade da colaboração de todos os envolvidos, a técnica destaca que a intenção tanto do vestuário quanto da coreografia, era ser o mais fiel possível às obras de Adri. “Observei bem a disposição das personagens nos quadros e tentei levar para a coreografia”, descreve Patrícia, que também encarou a tarefa como um desafio, em primeiro lugar por fazer com que a apresentação chegasse o mais próximo possível à coleção Counting Stars, além ter que contar uma história. “No treinamento de conjunto é mais fácil fazer com que elas entendam uma historinha do que simplesmente passar a coreografia, pois não interpretariam da maneira que a professora espera”, ressalta ao falar da importância de fazer com as bailarinas e até o árbitro entenda o sentido de determinada dança. Quanto à receptividade da alunas, Patrícia conta que desde o começo gostaram de ser bonequinhas. Segundo Patrícia, em 2013 a mesma equipe teve a Família Addams como tema e demonstrou muito talento artístico, o que a impulsionou a investir novamente nela com um foco que chamasse ainda mais atenção.

E foi unindo boas ideias, dedicação e talento que as duas profissionais construíram a apresentação que chamou a atenção de todo o estado através da arte.

arte03никас кухня Лобановский втб факторингалександр лобановскийсколько стоит разместить баннер на сайтеразработка пиар компаниилобановский харьковигры для девочек докторстоматология скидки

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

*